...

Eu achava que fazia o tipo romântica... Mas hoje tenho minhas dúvidas. Todos aqueles sonhos de pessoas perfeitas, e a procura eterna por aquela pessoa, a rara, que de casos em casos você percebe que aos poucos vai deixando de existir, é definitivamente frustrante. Sempre me imaginei no romance ideal, mas aos longos dos anos, vejo que ele simplesmente não existe, e que insistir no erro só me deixaria mais louca. O fato é que as pessoas não estão aqui para superar suas expectativas, e cada vez menos elas se esforçam para que isso aconteça. E eu, particularmente, acho isso muito estranho, por que se não é isso que nos faz humanos, não sei mais por que estou aqui, e tampouco sei se já estive mesmo entre humanos. É fato também que os raros definidos por nós como ‘casais perfeitos’ brigam algumas vezes, por que a perfeição é uma utopia, e todos estamos sujeitos a errar. E o erro, eu não sou de culpá-lo, e sei muito bem perdoar, mas me entristece saber que tem gente que propositalmente erra, e insiste persistentemente em repetir o erro quantas vezes necessário, até que se perca a confiança. E então, junto com ela, tudo é perdido. Para quem errou, para o que sofreu com o erro, para quem um dia conhecerá essas pessoas, com, para sempre, mais uma cicatriz na memória. E quando não se acredita mais nas pessoas, não se acredita mais em ninguém, e fica difícil alimentar a esperança de encontrar a pessoa ideal, por que aprendemos que até mesmo ele vai errar... E mesmo assim, dia após dia tenho me esforçado para ficar mais louca.

Comentários

  1. Um tanto o quanto confuso, e perdido...mas tá ai!

    ResponderExcluir
  2. http://www.youtube.com/watch?v=c3vjCnoZ-2E

    dá uma olhada nesse vídeo...

    ResponderExcluir
  3. é Danny, devo admitir que tb ando brigada com o romantismo. Quanto mais romantismo, mais expectativas. Quanto mais expectativas, mais eu quebro a cara.
    As expectativas são erros que comemtemos com nós mesmos, e que dificlmente conseguimos conter =(

    ResponderExcluir
  4. Pelo reforço positivo de um comentário!

    E pela sua loucura que se prolongue cada dia mais, e que o romantismo não nos preserve de novos encontros. =)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Sobre um ano difícil, um ano pesado.

Por que namoramos?

Sobre as pessoas que nos cercam...