Sobre meus Sorrisos largos, minhas fases da vida e a Blognostalgia.

Aaaaaaaaaah esse blog. Vezes ou outra me pego visitando e relendo todos os textos, e revendo todos os comentários e lembrando de todos os motivos de braveza que me fizeram escrever cada texto aqui neste espaço. É uma verdadeira sessão nostálgica, com direito á pipoca e coca-cola. mas tenho que admitir, depois de ler todas as postagens, sei que meus sorrisos nunca estiveram tão largos nessa minha vida. O blog é quase um diário on line. Escrevo sentimentos antes de textos e todos tem motivos. E o de hoje são os sorrisos largos, são os dias de trabalho alegres, são os dias de sol, e os de chuva também. São os clicks e os lugares novos, e as risadinhas e os novos grupos.

Percebo também que nossa vida é feita de muitas fases e achei que essa aqui não chegaria! Mas cá estamos. e minhas fases são bem claras, ainda mais com a ajuda de um Blog como esse... Começamos bem bobos e bestas, escrevendo coisas bizarras em fotologs e postando inutilidades públicas nesse mundo da internet. Daí crescemos um pouco, começamos a faculdade e nos vemos obrigados a crescer rapidamente num espaço de tempo muito curto. Então somos os universitários responsáveis e irresponsáveis. Pagamos nossas contas, mas adoramos festas Open Bar e bate e volta na praia. Daí em algum momento da vida você sofre um estalo, e se vê frágil. No meu caso, foi um estalo bem forte e bem alto de um Fiesta Preto, bem na traseira do nosso Pálio! Foi perda total, mas só do carro. Mas foi ótimo para acordar pra vida e se mexer mais. Daí no nosso primeiro emprego, aceitamos tudo, trabalhamos demais e ganhamos de menos, aceitamos trabalhar em qualquer escala que nos colocam, ganhamos o suficiente pra comprar só um jeans novo no final do mês, mas... como você sabe, faz parte. E ter seu dinheiro, mesmo que seja só pra um jeans, faz toda a diferença. Afinal, sobra dinheiro só pra um jeans, por que bem sabemos que gastamos por aí, em bebidinhas, chocolatinhos, cineminhas e afins, e tudo isso faz parte da glória do primeiro emprego.

Daí você cansa de ser explorado, se irrita, e nota que mesmo ganhando pouco nesse emprego, vale mais a pena ganharmos menos ainda e sermos mais felizes em outro emprego. E aproveita o fato de que você tem casa e comida garantida, então, por que não arriscar? E você vai, larga tudo e percebe que você fez a melhor coisa que poderia ter feito. E acha sentido de novo na sua profissão. E é quando você tá bem, e feliz que você transpira essa felicidade pro mundo! Acordar já não é mais tão pesado, e você até volta a ser pontual por que o trabalho é menos estressante.
E num dia X qualquer, você conhece um doidinho que nem você! E se vê obrigada a partilhar seu sorriso com outros rostos, e gargalhadas com outras vozes. E os sorrisos largos agora são tamanho Cicarelli. Mesmo que você tenha a boca de uma boneca de porcelana.

E você descobre que vai conhecer uma porção de amigos, que vai ter as meninas da balada, e o pessoal daquela viagem, e os amigos daquele amigo, e o pessoal da faculdade. Mas vai ter um amigo especial que vai te acompanhar em todos esses grupos, e que mesmo que seus sorrisos sejam duplos agora, vocês terão sorrisos elevados à quarta, por que esse soldado não será perdido, mas mais dois chegarão para o time! ;)

E é essa fase da vida que estou. Os sorrisos estão chegando nas orelhas com alguns doidinhos que nem eu que encontrei por aí, meio sem querer. Meio sem querer aos acasos da nossa vida, meio sem querer aos acasos que permanecem...

Comentários

  1. Espero muito que um tiquinho desses sorrisos largos seja por saber que finalmente terá minha companhia na terra da garoa!

    Hahahha

    Um pouco do meu é por te ver tão bem!
    :)

    ResponderExcluir
  2. A suli vem morar na minha terrinhaaaaaaaa s2 obaaaaaa....:DDD

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Sobre um ano difícil, um ano pesado.

Por que namoramos?

Sobre as pessoas que nos cercam...