Postagens

Mostrando postagens de 2010

Selo

Imagem
Bem... ganhei um selinho de qualidade, e vou fazer parte da brincadeira saudável!


As regras são: 1. Repassar o selo para 10 blogs 2. Avisar para cada blogueiro que recebeu 3. Falar 10 coisas sobre você
Então lá vai... 1. Acabo de me formar em Nutrição 2. Moro em duas cidades... Santos e SP 3. Em Santos, moro em república com outras 5 meninas :) 4. Meu feriado preferido é o Natal (hoje é natal =) 5. Tenho riniti alérgica 6. Apesar da riniti, moro com outras 4 pessoas, 4 gatos e 1 papagaio (em SP) 7. Amo fotografar e fotografias 8. Gosto de trabalhar em hospitais 9. Tenho mania de organização 10. Sou decendente de japoneses e italianos.
Fim!

We all want to be young...

=*
Imagem
Um dia ensolarado, visitas inesperadas e calda sabor chocolate no sorvete de massa.Um banho de mar, brincos bonitos, flores, mensagens e ligações desnecessárias. Conversas jogadas fora numa caminhada no parque, cheiro de chuva, viagens . Risos únicos, bons dias, manchinhas nos olhos. Panetones de sorvete. Pôr do sol. Músicas minhas. Presentinhos de 0,50 em datas quaisquer. Silhuetas contra o sol. Abraços únicos. E apertados. Fotografias. São meros detalhes. E é deles que eu gosto mais! =)

Blogoterapia

Imagem
Pra quem já viu “Julie and Julia” sabe do que eu estou falando. Pra qualquer cidadão blogueiro, ou aquele que apenas se permite aventurar-se nesse mundo cybernético de blogs, também sabe.
O título do post, de palavra não encontrada ainda no Aurélio, mas de significado facilmente traduzido na sua essência vêm de experiência própria que adquiri e é muito bem retratada nesses meus últimos 38 posts que compõem o primeiro ano de vida do meu primeiro blog. De fato, um pouco menos que 38 compõem o primeiro ano de vida do blog, mas a questão é que me empolguei tanto nas escrituras, no juntar das letras e no dançar das palavras que não notei o primeiro aniversário, que passou assim, despercebido.
Foi no dia 28 de junho de 2009. Sorrisos largos, enfim, criou seu espaço no mundo.
Alguns dias antes do nascimento, sua concepção. Com os dedos no teclado e ninguém do outro lado para ler as palavras, junto de uma crise de identidade dos 20 anos, surgiu o “Quem sou eu...” Certo que a filosofia havia vind…

À Paz.

Imagem
Não, não quero falar sobre a paz mundial e sobre os desejos de início de ano. Nada tem a ver com pombas ou bandeiras brancas, e nem tampouco é um pedido para pausa do estresse diário da vida paulistana. Ao contrário. Nas últimas semanas, e talvez até no último mês, muito longe do que pensava, um sentimento invadiu-me. Um sentimento de alegria, felicidade, e que dentro tantos, finalizei definindo-o de PAZ. Aquela agonia de fim de faculdade, de ansiedade e até mesmo o medo se foi. A vida do lado daqui da serra não é tão ruim assim, embora ainda prefira a do lado de lá.O tempo me tranqüilizou, a distância mostrou que as amizades continuam, e a capital Paulista me apresentou lugares fantásticos em que o caos para chegar até lá vale a pena, quando se faz aquilo que sempre quis, quando as pessoas te recebem bem, e quando você se sente bem vindo, mesmo só estagiando. Revi os que há tempos não via, e que um bem enorme sempre me fizeram. Vi aviões voltando, abraços, conversas.Os poucos investi…

Login

Imagem
Todos os dias acordo e preciso acessar meu e-mail, uma das formas mais eficientes de se comunicar atualmente, tanto para assuntos pessoais quanto para os profissionais. Ao entrar no gmail, percebo que recebi recados no Orkut, e logo preciso acessá-lo pra verificar e responder os recados. Quando percebo algum amigo online, preciso conectar meu Messenger para conversar com os amigos. Conversando com as meninas de minha república, alguém fala de alguma coisa dita no twitter e em seguida, lá estou eu no meu primeiro tweet do dia. E quando já estou quase saindo desse mundo, percebo um e-mail novo, de alguém que me adicionou no facebook! Quando já entrei em todas as redes sociais possíveis, visito meu blog e vejo se existem novos comentários, daí vejo os blogs relacionados e fico em torno de pelo menos mais 30 ou 40 minutos em outros blogs. Daí quando termino tudo isso, começo a atualizar cada um deles novamente pra ver se não há nada novo! E aí, quando percebo, já é hora de hibernar... dig…

Para os netos...

Imagem
(sugestão de música: http://www.youtube.com/watch?v=_V_DOMLVR7s) Eu achava que não teria muitas historias interessantes pra passar adiante, sobre minha história, minha vida e essas coisas. Mas nos últimos meses, fatos que ocorreram foram bastante interessantes, e serei dessas que um dia ainda estarei sentada no sofá, com os netos ao redor, a coberta nas pernas, e contarei sobre as doideras que fiz quando tinha meus 20 e poucos.
“Sim, ainda me lembro como se fosse ontem. Estava eu já no último ano de faculdade, quando comecei meus estágios. E um certo dia acordei tão sonolenta que sai de casa pra ir trabalhar 1:40 da manhã! Pois é, cheguei no ponto de ônibus às 2:00 horas e me dei conta do que tinha ocorrido. Mas o maior de todos os acontecimentos nem foram as saídas pro estágio na madrugada, e nem as idas de bike à praias desconhecidas do Guarujá. Se perder fez parte também. Bem como perder a chave da bike à Km de distância de casa.
O que ficará mais ainda na memória, é que numa certa no…

CopaBacana

Imagem
A copa do mundo é nossa. Na verdade, não é, e esse ano, nem sei se o Brasil leva. Mas a copa é nossa sim. Nossas calçadas e postes se vestem para o evento; o chão ganha personagens e bandeiras; e os olhos todos se viram em direção ao grande tapete verde nos pés dos nossos jogadores. O piscar dos olhos não ocorre durante 45 minutos seguidos, as mãos se direcionam sozinhas para a pipoca e para o copo. Os pés dos jogadores dançam, voltam, vão, voltam e tocam. É pé, é peito e cabeça. A aproximação do gol ocorre na mesma velocidade da voz do Galvão, o que inicia uma tremenda taquicardia em cada um dos trilhões de brasileiros, que a cada lance e a cada rede que balança, a garganta arranha num enorme Gol! Gooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooool! Até as vuvuzelas ficam menos irritante quando vemos o placar mudar! Os risos, abraços, lágrimas, felicidade libertada. Ver o rosto de cada jogador gritando Gol é sensacional. Da realização, sensação de tarefa cumprida!…

Reticências...

Imagem
Há dias penso e tento escrever algo sobre isso, mas ao mesmo tempo que quero aliviar esse sentimento, também não consigo defini-lo ao certo.Como é estar no último ano da faculdade? Nunca pensei que fosse tão difícil responder essa questão. É uma mistura de sentimentos, de felicidade, de tristeza, de agonia, de medo, sentimento de impotência diante de situações do dia a dia, tudo e nada ao mesmo tempo.Às vezes alegro-me, afinal estou concluindo uma fase muito importante da minha vida. Penso nas fases de mudanças da vida, de novos amigos, e, na maioria das vezes, também trazem separações, que com o tempo podem ser permanentes. E bate a tristeza. Além disso, terminar especificamente a faculdade é uma transição de vida do jovem (mas ainda adolescente) ao tão esperado adulto jovem, mas cheio de responsabilidades mais chatinhas do que costumamos ter por ai. Querer de fato mudar de fase é sair definitivamente da sombra de pais, professores, faculdade. Voltar pra casa dos pais não teria o m…

Estranhamente familiar

Imagem
Desconfortável. Estranha. Sozinha. Isolada.
A primeiro momento foi assim que me senti num local cheio de pessoas da qual nunca tinha me deparado antes. Fui convidada pra uma festa de aniversário em conjunto com outra festa. Só não imaginava que me sentiria tão estranha na casa do outro aniversariante. Estranhamente acolhida. Sempre aquela sensação de não saber o que fazer, cumprimentar ou não cumprimentar? Sentar ou não sentar? Conversar sobre o que, com quem e quando?
Até se situar um pouco e após alguns momentos de constrangimento, surgem pessoas receptivas que te deixam um pouco mais a vontade. Exceto quando o assunto acaba. Mas retomamos rapidamente.
Mas o mais estranho foi a hora do parabéns. Entrar na cozinha, ao lado do bolo, dos pais e avó, e rir junto enquanto retomavam seguidamente por quase cinco minutos apenas o “parabéns pra você”, nunca terminando de fato a música! Foram só risos. E mais parabéns a você. E depois vêm o nome do aniversariante, que eu até me esqueci. E de um …

O luto foi realizado

Imagem
(aviso, post piegas e emo!)Estava ouvindo: http://www.youtube.com/watch?v=1qxSwJC3Ly0&feature=relatedApós algumas brigas, algumas duras descobertas, desilusões e lágrimas, você descobre que o que deve ir, apenas deve ir. Tratar as pessoas com respeito é uma das melhores características que uma pessoa possa ter, mas se muitas vezes não somos tratados dessa forma, devemos aprender a respeitar e deixá-las a sós.
Amigos são pessoas que vivem e convivem com a gente. Dividem alegrias, pizzas, contas, ombros, choros, esperanças e brigas. Aaaaaaaaaaaaaaah, as brigas. Qualquer amizade só poderá se dizer verdadeiramente amizade após ter passado e saído bem de uma briga. Infelizmente, na grande parte das vezes, o que acontece é exatamente o contrário. Descobrimos que aqueles dos quais acreditávamos ser os primeiros que nos dariam a mão, são exatamente os que nos deixam no chão, e de vez em quando, até ainda passam pra rir de nossas caras. E aqueles que nos e os acompanham em vez de estender a…

No restaurante...

Imagem
Era um dia de sol, aproximados 35ºC. Já era quase o almoço. Tic. Tac. Tic. Tac. Tic. Tac. Tic.
Meio dia. E lá vou eu novamente em direção ao restaurante central. Me sirvo muito bem de todos os alimentos, cumprimento os funcionários do local, e me sento em uma mesa, próximo a janela, de maneira que a luz do sol, mesmo um pouco encoberta pelas folhas das árvores do lado de fora, ainda bate sob nossa roupa, aquecendo levemente aquele momento. Um dia agradável, daquele clima que você pensa: podia ser sempre assim! Um dia perfeito.
Agradeço, e enquanto me delicio com a refeição de cada dia, percebo que sou observada. Por um momento, penso ser um exagero de preocupação e continuo a refeição, mas os olhares persistem. Fico tensa, mas continuo a me alimentar, olhando de canto de olho pra lá e pra cá de tempos e tempos.
Não era só a mim que observava, mas grande parte do restaurante tinha a mesma sensação. E pior ainda, me parecia não ser uma pessoa. Me parecia não ser humano. Não era humano. De…

UAHUAHUAHUAHUAHUAHUA... Eu Ri!

Imagem
Pra rirem de mim, por que nem eu consegui segurar as risadas desse fato tão estranhOOO!
Como alguns já sabem, iniciei meu estágio em Cubatão ontem. E como alguns também sabem, até chegar lá tem chão. Preciso diariamente estar na porta do restaurante em exatas 7 horas. E preciso consequentemente sair de minha casinha por volta das 5 e 20, caminhar por 20 minutos até metade do canal 3 e lá aguardar um ônibus intermunicipal , o famoso Cubatão/Cosipa!
Pois bem. Fiz este caminho na segunda, dia de estréia do estágio. E hoje, também o refiz². Acordei e já me deparei com os 20 minutos do relógio! Pasmém, estou atrasada! Levanto num pulo, coloco a calça jeans, blusinha, pego bolsa, caderno e jaleco, uma fatia de pão para o caminho e lá fui eu. Andei muito rápido, estava muito quente (para variar). Estava morrendo de medo de perder o bus e me atrasar, frequentemente olho pra ver se não aparecia nenhum ônibus de Santos pra eu ir até o canal 3! Pooois bem! Corri muito muito e muito. E quando chegu…

Em tudo que acredito... (ou Tudo o que eu quero)

Imagem
Talvez os leitores tenham percebido uma figura a mais logo abaixo do nome do blog e acima dos posts. Talvez não. Mas enfim... Essa pequena figura foi uma coletânea que fiz em um dia ocioso que estive filosofando. Filosofando principalmente sobre o futuro, sobre tudo o que eu quero e tudo o que eu acredito. E é sobre isso que quero compartilhar aqui.
Tudo é uma palavra abrangente demais, mas tentarei (inutilmente) supri-la com meus ideais. Acredito, primeiro no amor, porque além de sentir necessidade em não perder a fé nele, se não é o amor que nos faz mais humanos, o que mais poderia ser (seriamos apenas um polegar opositor e um encéfalo altamente desenvolvido?). Acredito na nutrição e no bem que os alimentos podem nos proporcionar. Acredito que a saúde do corpo e da mente depende do que ingerimos. Mas acredito que antes disso, a saúde do corpo depende da saúde da mente e a saúde da mente depende da saúde do corpo. Acredito que para isso, não é necessário viver só de saladas, mas comer…

À 2010, ao meu tempo...

Imagem
Fevereiro de 1996Ingresso no Ensino FundamentalDezembro de 2003Término do Ensino FundamentalFevereiro de 2004Ingresso no Ensino MédioFevereiro de 2005Ingresso no Ensino TécnicoJulho de 2006Término do curso TécnicoDezembro de 2006Término do Ensino MédioMarço de 2007Ingresso na Graduação

2010. Hoje – Falta 1 ano pro término da graduação

Pois bem. Ontem. 11:00pm. Por algum motivo não consciente lembrei-me da existência de um fotolog em meu nome. Resolvi acessá-lo. Mais que isso; resolvi fazer uma viagem ao tempo. Decidi olhar no calendário de postagens. Fazia quase um ano que eu não acessava o espaço. Mas voltei mais ainda, não era o bastante. Quis ver a primeira postagem, as primeiras fotos, os primeiros comentários. É um sentimento diferente, de saudades, de aperto no coração, de perda daquela magia presente e quase que nem percebida no nosso dia a dia. Raivas bobas e sem motivos, ideais que hoje não me faz mais sentido, um jeito de escrever ainda infantil, bobo, esperanças e ilusões do…

Sabe de uma coisa?

Imagem
Sabe de uma coisa?
Que se danem.
Que se danem os que odeiam ler textos grandes. Que se danem os preguiças. Que se danem você. Que se danem eu. Que se danem.
Fiquei indignada e ponto. Estava bisbilhotando orkuts alheios, claro, e o da vez era de um amigo que considero bastante inteligente e culto. E quando olho, uma comunidade intitulada: “Profile longos = Pessoas chatas”. Como assim? Claro que quando você olha uma comunidade dessa, você sempre pensa: Aff! Mas sempre fica aquela dúvida: será que ele me acha chata? Como assim, ele?? Como assim, perfis longos? Mas existem textos ótimos, adoro os ler, citações de outros autores, ou palavras próprias, naquele momento inspiração. Era o meu caso. Num momento inspiração, escrevi um texto. Coloquei no Orkut, e foi o próprio que deu origem ao blog, logo depois de alguns elogios, que cá entre nós, me deixaram deveras alegre!E agora essa comunidade? Quer saber? Que se danem! Cada um se define como quer...como pode. Como quer. Então hoje, clico num b…